Mudanças no mercado e a importância de calcular bem os custos com embalagem

Com o aumento no preço da matéria-prima, é fundamental estar atento ao cálculo dos custos das embalagens, caso a empresa não queira ter prejuízos.

A pandemia trouxe dificuldades para vários setores da indústria com relação a importação de matéria-prima. Dessa vez, os desarranjos afetam a cadeia de embalagens, especialmente as de material plástico e papelão.

Além do acesso a esses materiais ser mais difícil, houve uma alta considerável nos preços. De acordo com a Associação Brasileira de Embalagem (ABRAE), foram 29,1% só até o mês de fevereiro deste ano.

A situação mais crítica é com relação a cadeia do plástico, principalmente o polipropileno (PP). Os problemas podem incluir não somente a falta do produto, como a demora na entrega e custos mais elevados. 

Um dos motivos para isso ocorrer, foi o aumento do número de pessoas comprando pela internet e o crescimento dos serviços de delivery que aumentaram a demanda de produção de embalagens durante o período.

As embalagens são fundamentais para comportar os produtos de forma segura, permitindo o transporte e a entrega em perfeitas condições ao consumidor, sendo indispensáveis para qualquer segmento. 

Diante dessa situação, vemos mais do que nunca, a importância de se calcular cuidadosamente os custos com embalagens para não comprometer a lucratividade das empresas.

E agora, como lidar com essa situação?

De início, é necessário revisar a programação de compra de insumos, passando a fazer pedidos maiores, ou seja, pensados a longo prazo. 

Por mais que o preço esteja mais alto, para evitar que a empresa fique sem embalagens, considerando que o período de entrega está sendo maior, é indicado optar por compras de volumes maiores.

Negociar com os fornecedores uma quantidade maior de produtos, também facilita a concessão de descontos no pedido.

Outro fator importantíssimo é se dedicar à pesquisa de preço e manter um bom diálogo com os fornecedores. Caso necessário, uma alternativa estratégica é adquirir essas embalagens junto a outras empresas, para também garantir um menor preço por meio de compras maiores.

O cálculo do preço final dos produtos também deve ser revisado, conforme o mercado muda. 

Como a sua empresa tem vivenciado esse período? Quais estratégias têm adotado? Vamos compartilhar? Estamos todos juntos nessa!

Curtiu o conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin