Por que as bandeiras tarifárias de energia são cobradas?

Entenda o que são as bandeiras tarifárias, porque elas são cobradas e o que significam cada uma das cores.

Sempre que ocorre um aumento no preço da tarifa de energia, as notícias citam as bandeiras tarifárias. Mas, muita gente ainda não sabe como esse sistema funciona, então resolvemos esclarecer o assunto por aqui.

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) utiliza as bandeiras tarifárias na conta de luz desde o ano de 2015, com o objetivo de equilibrar os custos da produção de energia elétrica.

Essas bandeiras indicam quando as condições estão favoráveis para a produção de energia ou se existem custos adicionais. Isso ocorre, por exemplo, quando é necessário investir nas usinas termelétricas, pois as hidrelétricas não estão dando conta de produzir toda a energia necessária, o que costuma ocorrer durante as crises hídricas.

E como nós sabemos disso? Pelas cores das bandeiras. São utilizadas as mesmas cores dos semáforos (verde, amarelo e vermelho). Dependendo da cor da bandeira, o valor da conta pode oscilar mês a mês, seguindo valores que já são pré-determinados. 

A seguir, explicamos tudo o que você precisa saber sobre o assunto.

O que são bandeiras tarifárias?

O Sistema de bandeiras tarifárias foi criado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). Ele foi instituído por meio da Resolução Normativa n° 547 de 16 de abril de 2013 e passou a vigorar para todo o Sistema Interligado Nacional (SIN), com exceção do estado de Roraima, em 2015.

O objetivo desse sistema é informar a todos os consumidores quando os custos para a produção de energia elétrica estão mais altos ou mais baixos. Ou seja, as bandeiras sinalizam isso por meio das cores em que se encontram.

Atualmente, o Brasil conta com diversas fontes de energia, além da hidrelétrica e da termelétrica que são as mais conhecidas. Exemplos são a energia solar, eólica, biomassa e outras. Porém, por conta dos custos de produção, as hidrelétricas são a principal fonte de fornecimento de energia.

O problema é que, para seu funcionamento, elas dependem do nível de água dos reservatórios e estes têm sofrido muitas variações, especialmente pelos períodos de seca.

Quando isso ocorre e as hidrelétricas não conseguem produzir energia suficiente para abastecer todo o país, então são acionadas as usinas termelétricas, o que gera custos adicionais. Estes que, são indicados pelas bandeiras tarifárias.

O custo da geração de energia nas termelétricas é mais alto, pois são utilizados combustíveis no processo produtivo.

A bandeira vigente em cada momento, estará indicada na descrição detalhada da conta de luz.

O que significam as cores das bandeiras tarifárias?

São três bandeiras, sendo que a bandeira vermelha é separada em dois patamares. Veja:

  • Bandeira verde – indica que as condições são boas para a geração de energia e, consequentemente, os custos devem ser reduzidos, ou seja, não implica em acréscimos para a tarifa;
  • Bandeira amarela – indica que as condições para a produção de energia estão menos favoráveis e os custos deverão ser um pouco mais altos. 
  • Bandeira vermelha – patamar 1 – Indica que as condições para produção de energia estão gerando custos mais altos e, portanto, terá um acréscimo na conta;
  • Bandeira vermelha – patamar 2 – Indica que a produção de energia elétrica está gerando custos ainda mais altos e, portanto, terá um acréscimo ainda maior.

Por que devemos prestar atenção nestas bandeiras?

O objetivo do sistema das bandeiras tarifárias é conseguir equilibrar os custos da geração de energia com o que é repassado aos consumidores. Mas, além disso, também serve para conscientização da população a respeito do consumo de água e energia.

Quando a bandeira se encontra vermelha, por exemplo, isso indica que os níveis dos reservatórios de água estão baixos e ações que contribuam para amenizar o desperdício tanto de água quanto de energia, são positivas.

Com as mudanças climáticas e a instabilidade cada vez maior do clima, encontrar soluções tanto para economizar na conta quanto para contribuir para a preservação dos recursos naturais, é algo muito significativo.

Aqui na Global Tape, nós adotamos a energia solar como principal fonte de geração de energia. Ela é considerada uma energia limpa, renovável e sustentável. Além disso, adotamos outras práticas como utilização de cisterna para reuso da água, reciclagem dos resíduos gerados, etc. 

Você pode conhecer um pouco mais sobre nosso processo produtivo, acessando o site da Global Tape. Também pode se inspirar com nosso post sobre o uso de Tecnologias sustentáveis

Sua empresa também pode fazer a diferença. 

Curtiu o conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin